Varela Net

Varela Net

Cidade

Tiro foi acidental, diz defesa de advogado suspeito de matar namorada

Tiro partiu de uma arma legalizada; Caso ocorreu em condomínio no bairro do Rio Vermelho

Tiro foi acidental, diz defesa de advogado suspeito de matar namorada

Foto: Reprodução/Redes Sociais | Por Redação no dia 18 de outubro de 2021 às 08:50

A defesa do advogado criminalista José Luiz de Britto Meira Júnior, suspeito de atirar e matar a namorada Kezia Stefany da Silva Ribeiro, de 21 anos, declarou que o tiro foi acidental. O caso aconteceu dentro de um dos apartamentos do Prédio Terrazzo Rio Vermelho, em Salvador, na madrugada último domingo (17). O suspeito se relacionava com a moça há pelo menos dois anos, segundo a Polícia. 

Domingos Arjones, advogado de defesa do criminalista, contou que no momento do disparo o casal estava discutindo, mas não revelou o motivo. Ele ainda contou que José Luiz ficou ferido, mas não por arma de fogo.

“Ele disse que [os dois] estavam tendo uma discussão de casal quando ela teria pegado a arma. Ele foi tentar tirar da mão dela e, no momento da confusão, a arma disparou”, explicou o advogado. Domingos Arjones pontuou que o cliente tem porte de arma e que ela está legalizada.

O corpo de Kesia Stefany já foi liberado do IML e será enterrado pela família e amigos no cemitério João Batista, em Feira de Santana. 

Entenda o crime após o disparo

Após moradores escutarem os disparos, a polícia foi acionada e ao chegar no local foram informados que o suspeito teria colocado a corpo da vítima dentro de um carro Ônix (Chevrolet) vermelho e levado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Em seguida ele fugiu.

“Na emergência, os policiais militares souberam que a vítima não resistiu aos ferimentos e realizaram buscas na região à procura do indivíduo, mas constataram que ele já não mais se encontrava no local”, diz a nota da PM.

O homem foi encontrado por policiais da 13ª Companhia Independente escondido na casa de um parente no bairro da Pituba. A prisão foi efetuada e o suspeito foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

 

Leia mais sobre


Outras

Mais Lidas

Ver Mais
Tiro foi acidental, diz defesa de advogado suspeito de matar namorada - Varela Net